O COVID-19 pode ser transmitido por alimentos?

           Em razão da nova pandemia causada pelo vírus COVID-19, tornou-se um questionamento recente se é possível ou não, a transmissão por via dos alimentos. A European Food Safety Authority – EFSA (Autoridade Européia de Segurança dos Alimentos), concluiu que não houve transmissão, quando avaliou esse risco em outros surtos causados por vírus da mesma família.

           O comportamento do COVID-19 deve ser semelhante aos dos membros de sua família, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Dessa forma, é necessário um hospedeiro – animal ou ser humano – para que o vírus se propague, além de ser sensível a temperaturas em torno de 70°, que geralmente são utilizadas para o preparo de alimentos.

           A transmissão do novo coronavírus tem ocorrido de indivíduo para indivíduo, através do contato próximo com alguém infectado. Também, por meio de superfícies e objetos contaminados, principalmente devido a tosse e espirros, o chamado contágio indireto.

           O vírus pode permanecer por vários dias, a depender do tipo de superfície, umidade do ambiente e temperatura. Visto que é eliminado a partir de uma higienização ou desinfecção correta, é importante redobrar os cuidados ao manusear alimentos e instrumentos utilizados.

           Vale ressaltar que não só se previne o COVID-19 quando seguido o manual de Boas Práticas de Fabricação, mas uma série de outras doenças que podem colocar em risco o seu negócio. Nós da Caltech, oferecemos treinamento de boas práticas de fabricação, que garante a segurança higiênico-sanitária e qualidade do processamento antes, durante e depois.

           Para informações sobre cuidados de higiene no preparo de alimentos e sobre as Boas Práticas nos Serviços de Alimentação, consulte a Cartilha sobre Boas Práticas para Serviços de Alimentação, disponibilizado pela ANVISA.

           Fonte: Agência Nacional de Vigilancia Sanitária e Organização Mundial da Saúde.